Introdução ao Desafio Bertinet

Iniciei minhas aventuras na cozinha há cerca de um ano. Como toda recém-casada, queria cuidar do meu marido, e comecei a experimentar receitas simples e saudáveis. Para quem chegava a “queimar água” como eu, até que consegui um bom desempenho. Mas foi neste ano, conversando com meu irmão sobre técnicas para fazer massas, que ele me apresentou o maravilhoso mundo dos pães. Meu irmão, ao contrário de mim, sempre se interessou por culinária. Costumava dizer que o talento único da minha mãe tinha ido inteirinho para o primogênito. Em uma de nossas conversas, ele me mostrou o vídeo do Richard Bertinet no Youtube, ensinando sua técnica de fazer pães.

Para quem não conhece, Richard Bertinet é um dos padeiros mais famosos do mundo, conhecido por sua técnica de “acrescentar ar” ao trabalhar a massa. Logo na introdução de seu livro “Pães” (Editora Marco Zero), Bertinet relata que o objetivo do livro é simplesmente fazer com que as pessoas fiquem viciadas em fazer pão. Posso dizer que, pelo menos comigo, o objetivo foi atingido! Tenho feito pães semanalmente e, desde então, não consigo mais comprá-los, especialmente aqueles de fôrma, industrializados. É impressionante a quantidade de aditivos, gordura e açúcar que fazem parte da produção desses pães – mesmo aqueles que dizem conter ingredientes “saudáveis”, como fibras e farinhas especiais.

Assim, inspirada pela historia de Julia Powell, resolvi lançar-me este desafio – ao longo de um ano, farei todas as receitas do livro “Pães”, de Richard Bertinet. Para não violar direitos autorais, as receitas não serão transcritas, apenas postarei a minha experiência ao reproduzir a receita, relatando quais foram as dificuldades, as descobertas e, principalmente, os resultados atingidos!

Abaixo, fiz um calendário que será o guardião dessa aventura, a qual pretendo terminar em agosto de 2015, em comemoração aos quarenta anos do meu super marido!

PÃO BRANCO

Fougasse e pãozinho de limão – 21 a 27.9

Pão de vento – 28.9 a 4.10

Minipão recheado – 5 a 11.10

Pão em camadas – 26.10 a 1.11

Grissini de gergelim e anis e Grissini de azeitona, ervas e pecorino – 2 a 8.11

Pãozinho marroquino com especiarias – 9 a 15.11

Baguete – 16 a 22.11

Pão de queijo gruyere e cominho – 23 a 29.11

Pain façon beaucaire – 30.11 a 6.12

Pãozinho de açafrão – 7 a 13.12

Pain de mie – 14 a 20.12

Pudim de verão – 21 a 27.12

PÃO DE AZEITE

Focaccia com sal-gema e alecrim – 28.12 a 3.1

Pão de tomate, alho e manjericão – 4 a 10.1

Tigela de sopa – 11 a 17.1

Rolinho de parmesão, presunto de parma e pinoli – 18 a 24.1

Pão achatado – 25 a 31.1

Pizza – 1 a 7.2

Pão de pancetta e azeitonas mistas – 6 a 12.4

Ciabatta – 13 a 19.4

PÃO INTEGRAL

Pão de damasco e aveia – 20 a 26.4

Pão de mel e lavanda – 27.4 a 3.5

Pão de cardamomo e ameixa – 4 a 10.5

Pão de alga marinha – 11 a 17.5

Tranca de gergelim – 18 a 24.5

Pãozinho integral – 25 a 31.5

Estrela de sementes de papoula – 1 a 7.6

Pão multigrãos – 8 a 14.6

Pão de passas, avelãs e ascalônia – 15 a 21.6

Pão de nozes-pecas e cranberries – 22 a 28.6

Pão 100% integral – 29.6 a 5.7

Pão de nozes – 6 a 12.7

PÃO DE CENTEIO

Pão de azeitona – 13 a 19.7

Pão de centeio, alcaravia e passas – 20 a 26.7

Pão de bacon e cebola – 27.7 a 2.8

Pão de sidra de Somerset – 3 a 9.8

Pão de anis e Guinness – 10 a 16.8

Pain de campagne – 17 a 23.8

Pão de centeio escuro – 24 a 30.8

Pão de laranja e hortelã – 31.8 a 6.9

Pudim de pão com manteiga e marmelada – 7 a 13.9

PÃO DOCE

Pãozinho de chocolate do Jack – 14 a 20.9

Sonhos – 21 a 27.9

Torta de damasco e amêndoas – 28.9 a 4.10

Pão de bacon – 5 a 11.10

Pão de frutas para o chá – 12 a 18.10

Pain viennois – 19 a 25.10

Scones – 26. 10 a 1.11

Nota: publicado pela primeira vez na Grã-Bretanha em 2005, com o título Dough: Simple Contemporary Bread por Kyle Cathie Limited.

Sem comentários

Desculpe, os comentários estão fechados no momento.