Trança de gergelim

Essa receita merecia mais fotos no livro, pois a técnica para “trançar” o pão só está escrita, sem imagens. Então, tive que lembrar da época em que minha tia Márcia, irmã da minha mãe, tinha uma fábrica de bonecas no bairro dos Campos Elíseos, aqui em São Paulo.

Era uma pequena fábrica que fazia bonecas de pano e de porcelana. E lembro que adorava ir lá para “trabalhar”: minha tia me colocava para fazer duas tranças no cabelo das bonecas feito de linha (acho que era linha de tricô). Bom, em resumo, essa habilidade acabou ajudando para “decifrar” o que o Bertinet escreveu. Comecei a fazer a receita com a receita básica de massa integral, só adicionando 50 gramas a mais de água.

E, nessa semana, tem novidade: a farinha!!! Encontrei uma farinha orgânica forte aqui no Brasil! 14% de proteína!! Chama-se Ecobio. Comprei pelo site e entregaram em casa, direitinho! Então, abandonei minha farinha de glúten nessa receita e fiquei somente com a farinha orgânica forte. Depois de uma hora de crescimento padrão, derrubei a massa sobre a bancada e modelei conforme a receita.

pao1-1024x1024-500x500


Cortei a massa em onze pedaços  e fiz bolas pequenas. O livro orienta para cortar em doze pedaços iguais. Mas achei brega, então resolvi cortar em onze diferentes. Kkkk… na verdade, foi total falta de habilidade…

pao2-1024x768-500x375


Cobri com um pano e deixei descansar por cinco minutos. Depois, peguei cada bola e achatei em formato de disco, dobrei os dois lados até o centro para formar um retângulo e virei, deixando a costura para baixo.

pao3-768x1024-375x500


Depois, fiz dois cortes retos e paralelos, como manda a receita. Nesse ponto, uma dica: estar com as mãos levemente enfarinhadas, porque, ao cortar a massa, a parte “grudenta” fica exposta, e é bem difícil manipulá-la. Confesso que os primeiros dois pãezinhos ficaram bem estranhos… depois, peguei o jeito. Outra dica é deixar as tiras beeem separadas.

pao6-1024x768-500x375


Bom, aí, é a rapidez que conta. Quanto mais rápido fizer a trança, melhor – pois nossas mãos são quentes e a massa começa a grudar fácil fácil. Conforme finalizei cada trança, pincelei levemente a parte de cima dos pãezinhos com água e passei nas sementes de gergelim que estavam num prato.

pao7-1024x768-500x375


Deixei os pãezinhos na assadeira coberta com um pano por 45 minutos e, depois, levei ao forno bem quente. O pão fica lindo e super saboroso!! Fez o maior sucesso!!

torta-gergelim2-500x500

Sem comentários

Escreva um comentário